quinta-feira, 28 de abril de 2016

Colegas de taxista morto fazem “taxiarreata” em Itabuna pedindo Justiça

Revoltados com a morte trágica do colega de profissão, Josenildo Batista da Silva, de 58 anos, taxistas promoveram um protesto na tarde desta quinta-feira (28). Os profissionais realizaram uma espécie de "taxiarreata” pelas ruas de Itabuna, pedindo por Justiça.

A categoria se sente insegura com a onda de crimes cometidos contra taxistas. Recentemente, outro profissional – Ademar Santos Gomes, de 33 anos - foi morto, na zona rural de Coaraci. Ademar morava no bairro Conceição.

O presidente do Sindicato dos Taxistas, Eduardo Cardoso disse que os taxistas só têm a proteção de Deus. “Estamos com os pés e as mãos atadas. A sociedade itabunense está sendo hoje refém da violência”, desabafou.
Josenildo, que era conhecido como “Dinho”, foi executado com quatro tiros, na manhã de hoje na Rua de Mutuns, bairro Santa Inês. Para os colegas, “Dinho” era uma pessoa tranquila e muito querida.


Link relacionado:
Violência “arrasta” taxista para a morte e Itabuna já chega a 56 homicídios

Nenhum comentário:

Postar um comentário