sexta-feira, 29 de abril de 2016

Dilma estuda reajustar o Bolsa Família antes de deixar gabinete presidencial

Caneta na mão Dilma Rousseff estuda reajustar o Bolsa Família antes de deixar o gabinete presidencial. A medida foi discutida na segunda (25) durante a reunião da petista com os movimentos sociais de apoio ao governo, que cobraram o anúncio. 

Para líderes dessas entidades, o aumento agradaria à base do PT e tiraria “o doce da boca de Michel Temer”, que promete elevar o valor do benefício ao assumir. Antes do impeachment, o governo programava o reajuste, mas só no segundo semestre.No encontro com CUT, MST e MTST, Dilma não bateu o martelo, mas instruiu sua equipe a fazer cálculos e cenários para elevar o benefício. 

Entre os desenhos avaliados, está o reajuste “global” de R$ 1 bilhão.O governo planejava decretar o aumento só após a revisão da meta de superavit para não passar a ideia de populismo fiscal.Temer fez um apelo a Renan Calheiros para que acelere a votação da nova meta fiscal, que precisa ser aprovada até 22 de maio para evitar novo contingenciamento.  *Com informações da Folha de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário