domingo, 15 de maio de 2016

Brasil: Jovem consegue provar inocência depois de ficar um ano preso por estupro

Um jovem de 22 anos conseguiu provar sua inocência após ficar um ano e quatro meses preso por estupro em Rio Grande, no Rio Grande do Sul. Diogo Lucas foi condenado por violentar uma adolescente de 15 anos, mas teve o inquérito revisado pela delegada responsável pelo caso após insistência da família. O caso aconteceu em outubro de 2014. 

Segundo informações do G1, a vítima reconheceu o jovem por uma foto nas redes sociais e pela tatuagem que ele tem no rosto. Em janeiro de 2015, Diogo foi condenado à prisão em regime fechado. "Foi um inferno. Nunca fiz nada de errado pra parar dentro de uma cadeia", lamenta o jovem.A família do jovem ficou bastante revoltada com a prisão dele e fez manifestações em frente ao Fórum de Rio Grande. A mãe do jovem, Eni da Conceição Lucas, foi várias vezes à delegacia para tentar provar a inocência do filho. "Eu vim [à delegacia] umas três ou quatro vezes, aí elas me escutaram, eu disse que tinha certeza que o meu filho não fez isso", conta. 

Em novembro do ano passado, ao revisar o processo, a delegada identificou contradições no inquérito, e a vítima acabou confessando que mentiu no depoimento. "Eu choro de felicidade em saber que ele saiu e que vou poder mostrar para o mundo todo, olhar pra cara do meu filho e dizer: esse não estuprou ninguém", conta Eni. Inocentado, Diogo faz planos para o futuro. "Agora eu pretendo voltar a trabalhar, viver mais com a minha família, e voltar a estudar também", disse o jovem, que entregou flores à delegada da Delegacia da Mulher em seu primeiro dia livre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário