sábado, 7 de maio de 2016

Governo quer localizar 1,6 milhão de alunos que deixaram a escola em 2015

O governo federal pretende localizar todos os 1,6 milhão de estudantes de 4 a 17 anos que estavam matriculados nas escolas públicas e privadas em 2014 e que, por algum motivo, deixaram as salas de aula em 2015. O Plano de Acolhimento, Permanência e Êxito (Pape) foi lançado hoje (6) pelos Ministérios da Educação, da Saúde e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. 

"Essas crianças e jovens estavam no Censo Escolar de 2014 e, por algum motivo, não estão no de 2015, são os invisíveis", disse o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. A busca ativa será feita com a ajuda dos estados e municípios que, segundo Mercadante, já foram acionados. 

A intenção é que tanto profissionais ligados à saúde, quanto à educação e assistência social ajudem nas visitas às casas e acolhimento desses estudantes. Para incentivar a busca, o MEC estuda uma forma de premiar as secretarias e escolas que mais conseguirem reinserir os alunos. O Censo Escolar de 2015 identificou um total 3 milhões de crianças e jovens de 4 a 17 anos fora da escola. O foco do programa, no entanto, serão os alunos que deixaram as salas de aula recentemente. *Agencia Brasil