segunda-feira, 23 de maio de 2016

Para família, fã morto de Ana Hickmann era 'garoto normal'

Rodrigo Augusto de Pádua, 30, o fã de Ana Hickmann morto pelo cunhado da apresentadora após invadir o quarto dela em um hotel, era "um garoto normal, que gostava de internet", nas palavras de familiares que assim o definiram no velório do rapaz, neste domingo (22), em Juiz de Fora (MG), onde morava. Assustados com a grande repercussão do caso, parentes conversaram com a Folha na condição de anonimato. O marido de uma das irmãs do rapaz, por exemplo, disse que sabia do apreço de Rodrigo pela apresentadora da TV Record, mas não imaginava o nível de sua admiração. 

Uma sobrinha contou que a família tinha conhecimento de que Rodrigo fazia elogios à ex-modelo pelo Twitter, mas desconhecia o perfil no Instagram, em que Rodrigo, além das declarações de amor e elogios à beleza da celebridade, fazia também comentários de cunho sexual. Segundo um sobrinho, certa vez Rodrigo disse que estava "muito feliz" por ter tido um pedido atendido por Ana. O rapaz falou a parentes que pediu, via Twitter, que a apresentadora usasse no programa uma roupa específica, ao que Ana o teria atendido. 

Fato ou mentira? Ninguém da família sabe responder. Na infância, lembrou a tia do rapaz, ele era um garoto brincalhão, característica que preservava até hoje. Irmão mais velho de Rodrigo que mora em Belo Horizonte, Helisson Augusto Pádua contou que o irmão fora conhecer a capital mineira e que era "um cara normal". Disse mais: "Minha mulher descobriu que ele se correspondia pelas redes sociais com a Ana Hickmann, mas a gente nunca desconfiou que isso fosse algum problema". Leia mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário