quarta-feira, 11 de maio de 2016

Roberto José e a questão da água em Itabuna

Se uma eleição serve para se discutir e se debater questões importantes de uma determinada localidade, planos de governo e modelos viáveis de gestão pública, o pré-candidato a prefeito de Itabuna Roberto José começa a esboçar os primeiros desenhos que se fazem em torno do seu planejamento administrativo, já indicando desde já, quem serão algumas das pessoas que o acompanharão caso seja consagrado vencedor no próximo pleito eletivo. E começou bem, apontando o que, para ele, é o resultado direto do caos e do descaso político que vem tomando conta da cidade desde as últimas 5 últimas gestões, que é a questão da crise hídrica em Itabuna.

Em sua página institucional mantida no Facebook, o pré-candidato apresentou os nomes dos colaboradores Jhonatas e kaique Brito, como dois grandes pesquisadores sobre gestão hídrica no Sul da Bahia, ambos com mestrado na área. “Esses são alguns dos nomes que vão nos ajudar no plano de governo na questão da gestão dos recursos hídricos de Itabuna. Estamos pensando num plano diretor com ações que serão desencadeadas a curto prazo, médio e longo prazos”, refletiu o pré-candidato.

Ainda segundo Roberto, o seu Plano de Governo trará soluções concretas e viáveis para resolver questões importantes como a ampliação da oferta de água potável, o saneamento básico, a minimização dos efeitos do desenvolvimento urbano desenfreado sobre a Bacia do Rio Cachoeira, uma dinâmica de gestão mais arrojada para a EMASA e a elevação do produtor  de cacau para uma condição sine qua non de produtor de água para preservação da Mata Atlântica e mais especificamente do Rio Cachoeira.
“Temos a certeza de que essa dupla, altamente capacitada vai nos ajudar a compor o plano de governo no quesito gestão de recursos hídricos”, disse Roberto. Ambos geógrafos, Jhonatas ganha um destaque importante na elaboração desse Plano de Governo por ser Mestre pela UFBA, com habilitação em Hidrologia. “São duas mentes jovens. Queremos renovação até no jeito de pensar a gestão pública. Assim é preciso um pensamento sistêmico da gestão. Uma boa gestão dos recursos hídricos melhora a oferta de água potável, dá uma nova dimensão para a questão do esgoto e do seu tratamento (saneamento basico), cujo rebatimento dar-se-á na saúde da população, pois a cada um real investido em saneamento básico se economiza outro real com a preservação da saúde das pessoas”, destacou que “a ação do mosquito Aedes aegypti está diretamente relacionada com a oferta irregular e intermitente de água potável, observando-se que falta profissionalismo na gestão dos recursos hídricos em Itabuna. Não vamos admitir pessoas desqualificadas e sem compromisso na gestão pública municipal.  O povo não pode pagar o pato”, concluiu.

No próximo dia 20 de maio (sexta-feira), Roberto José estará lançando a sua pré-candidatura a prefeito, juntamente com a dos postulantes ao cargo de vereador do Partido da República. O evento acontece às 20h no Grapiúna Tenis Clube. Diversas lideranças nacionais e estaduais estarão presentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário