sexta-feira, 20 de maio de 2016

Terceirizados da educação querem receber salários atrasados e resolver demissões

Assembleia_sindilimp_itabuna_19_05_2016
Uma assembléia na tarde desta quinta-feira(19) em Itabuna, entre trabalhadores terceirizados da educação estadual e o Sindicato da categoria, discutiu sobre os atrasos de salários e as demissões em curso. Os terceirizados teme o desemprego e ficar sem perspectivas de sobrevivência.

“Estou cobrando das empresas Sandes, Basetec, AML, e do governo estadual o pagamento dos salários, vale transporte e vale alimentação atrasados”. Explicou aos trabalhadores, José Carlos Conceição de Jesus, coordenador regional do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza da Região Sul e Extremo Sul da Bahia (Sindilimp).
Assembleia_sindilimp_Itb_plenario_19_05_2016
José Carlos pediu união da classe para fortalecer as lutas na defesa dos direitos, e para evitar mais demissões de trabalhadores nas escolas. “Não queremos que o pai e a mãe de família fique desempregado. Vamos lutar com toda a nossa força pela manutenção dos empregos”, garantiu o dirigente.
Os terceirizados da educação desenvolvem atividades na limpeza, cozinha, portaria e no setor administrativo das escolas do Estado. O Sindilimp tem apoiado os trabalhadores e ao mesmo tempo dialogado com o governo para resolver os impasses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário