quarta-feira, 18 de maio de 2016

Três mortos, inclusive pai e filha, em acidente na orla de Porto

Tragédia na BR-367, Orla Norte de Porto Seguro, na tarde desta terça-feira (17). Dois carros bateram de frente, nas proximidades da Curva da Praia de Ponta Grande, deixando três pessoas mortas e uma ferida. Entre os mortos estão pai e filha: Os indígenas Jaquelande Braz dos Santos, 33 anos e Beatriz Oliveira dos Santos, de 10. O índio chegou a ser resgatado das ferragens, mas morreu no Hospital Luís Eduardo Magalhães. O motorista do veículo que, segundo a Polícia Militar, forçou uma ultrapassagem, também morreu. 

Leandro de Jesus Silva, idade ainda não confirmada, foi levado ao mesmo hospital e não resistiu. No veículo conduzido por Leandro estava ainda o jovem Fernando Jesus Ramos, que ficou ferido e está internado. O estado de saúde do garoto, que aparenta ser menor de idade, não foi informado pelo hospital. O índio voltava do Hospital Luís Eduardo Magalhães, onde deixou a mulher – que já estava quase entrando em trabalho de parto. Ela deu à luz uma menina logo depois do acidente. “Ele voltava para a aldeia em Coroa Vermelha. Veio trazer a filha de 10 anos, mas pretendia retornar ao hospital para acompanhar o parto da mulher", lamentou o cacique Sinaldo, da aldeia pataxó Novos Guerreiros. Revoltados com acidente, indígenas de Coroa Vermelha interditaram a rodovia por várias horas. Eles pediam a implantação de sinalização e quebra-molas no trecho. 

No local, segundo o cacique Sinaldo, ocorrem muitos acidentes, principalmente atropelamentos. O trânsito só foi liberado no fim da noite, depois que os índios conseguiram agendar uma reunião com a gerência do Dnit, em Eunápolis, para tratar das reivindicações. O encontro está previsto para às 10h da manhã desta quarta-feira (18). (Radar64)

Nenhum comentário:

Postar um comentário