terça-feira, 24 de maio de 2016

Universidades estaduais da Bahia paralisam as atividades nesta terça (24)

Os professores das universidades estaduais da Bahia, Uneb, Uesc e Uesb paralisaram as atividades por 24 horas nesta terça-feira (24), de acordo com as associações de docentes das instituições. Segundo informações dos trabalhadores, apenas na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uesf) as aulas seguiram normalmente. Já na Uesb os professores fizeram protesto na Avenida Olívia Flores bloqueando a pista e usando faixas. 

Segundo a diretora da Associação de Docentes da Uneb (Aduneb), Carolina Maia, a paralisação nas universidades ocorrem em protesto ao “reajuste zero” do servidor público no estado e à redução no orçamento da universidades.  De acordo com a diretoria, o governo estadual já cortou R$ 73 milhões de custeio e investimento das universidades estaduais. “A paralisação também marca o início da luta contra o PLP [Projeto de Lei Complementar] 257, que deve demitir servidores”, afirma. Em faixas, o Governo do Estado é ironizado: contra os ataques do governo Ruim Corta. 

Segundo a associação, o projeto prevê o aumento da contribuição previdenciária; a proibição o aumento salarial de servidores, a proibição de progressão na carreira e veto a novos concursos públicos. O presidente da Associação de Docentes a Universidade Estadual de Santa Cruz (Adusc), José Luiz de França, diz que na instituição os professores também convidam servidores técnicos e alunos para participar do protesto. “É um dia unificado de luta”, defende. (Blog do Anderson)

Nenhum comentário:

Postar um comentário