quinta-feira, 9 de junho de 2016

Curiosidades: Turismo espacial pode ser realidade em 2018

Após alguns anos de incertezas, o turismo espacial está prestes a se tornar realidade. Diversas companhias estão em vias de iniciar suas operações para levar viajantes (ou astronautas amadores) ao espaço. À frente da fila está a Virgin Galactic, do bilionário britânico Richard Branson. Depois de um acidente que atrapalhou os planos da companhia, em 2014, com a perda de sua primeira espaçonave e a morte de um piloto, a empresa espera iniciar as operações comerciais até 2018. 

Em fevereiro, a Virgin apresentou sua nave redesenhada, a VSS Unity, que passa por testes. A empresa opera em Mojave, na Califórnia, e já vendeu cerca de 700 passagens antecipadas desde 2004. Dessas, cerca de dez foram compradas por brasileiros. O primeiro da fila é Marcos Roberto Palhares. "O próprio Branson está ansioso para embarcar no primeiro voo", diz. Palhares é sócio do astronauta brasileiro Marcos Pontes em uma agência de turismo que comercializa passagens para esses voos por US$ 250 mil (R$ 868 mil). 

As naves da Virgin são capazes de voos suborbitais, o que significa dizer que apenas chegam à fronteira do espaço, a 100 quilômetros de altitude, e depois retornam à Terra, sem entrar em órbita. O percurso vai durar, em média, duas horas. Do alto, é possível ver a escuridão do espaço e a curvatura da Terra. Quando a nave atinge a altura máxima, os motores são desligados e o veículo entra em queda livre. Leia mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário