sábado, 4 de junho de 2016

Desaparecido de Camacan foi encontrado sem cabeça

Jônatas Santos Oliveira, 25 anos, que estava desaparecido desde quarta-feira (1º), foi morto com vários golpes de facão pelo e ainda teve a cabeça arrancada do corpo. O assassinato, que foi praticado com requinte s de crueldade tem intrigado os familiares e as autoridade s policiais. O crime considerado pela polícia como hediondo. O corpo foi encontrado por populares, na noite desta sexta-feira (3), dentro de um matagal nas proximidades da rua Monte s Claros. 

O Departamento de Polícia Técnica de Itabuna foi acionado para a remoção do corpo. Segundo informações de seu pai e seu irmão, antes de seu desaparecimento, Jônatas, estava na casa de sua irmã, localizada à rua São João. Ele disse que ia sair e, a partir daí, não foi mais visto, deixando toda família preocupada, porque nunca tinha feito isso. Na manhã desta sexta-feira, os familiares registraram boletim de ocorrência dando conta do desaparecimento da vítima, que já tinha ultrapassado 24 horas. 

Na manhã deste sábado a família juntamente com a Polícia civil, foi até o local indicado sobre a presença de um corpo, onde houve o reconhecimento da família. Segundo seus familiares, Jônatas era uma pessoa tranquila e não possui histórico de transtornos psicológicos. A Morte da vítima está cercada de muitos mistérios e será um grande quebra cabeça para a equipe do delegado Franceso Denis da Silva Santana deu o pontapé inicial das investigações e assim descobrir a autoria e motivação deste crime. (O Tempo Jornalismo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário