terça-feira, 7 de junho de 2016

Em novo vídeo, jovem vítima de estupro coletivo tenta reagir e implora por fim de abuso

A jovem de 16 anos, vítima de um estupro coletivo no Morro do Barão, no Rio Janeiro, aparece em um outro vídeo implorando para que os acusados parem com o abuso. As imagens foram encontradas no celular de um rapaz de 22 anos, suspeito de participar do crime - o mesmo que teria registrado no celular o vídeo onde a vítima aparece desacordada, nua, e sendo tocada por outros homens.
Ao ser ouvido pela polícia, Raí de Souza disse que tinha destruído o celular e foi liberado. Ele voltou a ser preso posteriormente, e nesta última sexta-feira (3), os policiais encontraram o celular nele. No aparelho, além do vídeo divulgado inicialmente, havia outras imagens do estupro.

Na outra gravação, a jovem aparece sendo estuprada e tentando reagir ao abuso. Ela também implora que os agressores parem com a violência. O vídeo foi divulgado com exclusividade ao Fantástico, e teve algumas cenas exibidas parcialmente no programa deste domingo (5). 

A garota ainda é humilhada pelos criminosos com xingamentos, e tem objetos introduzidos em suas partes íntimas enquanto está desacordada. No vídeo, além de participação de Raí e de Raphael Assis Duarte Belo, de 41 anos, também fica comprovada a participação de Moisés Camilo de Lucena, conhecido como Canário, e Jefinho. Os acusados estão foragidos. 

Segundo o jornal Extra, os traficantes do local que teriam participado do estupro também forçaram moradores da comunidade a participar, dias depois, de protestos contra a jovem violentada.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário