terça-feira, 21 de junho de 2016

Instituto Lula passa por dificuldades financeiras; Dilma quer ajuda

Há relatos de que o Instituto Lula está apertando os cintos. As contribuições de empresas, outrora abundantes, desapareceram. Dirigentes do Instituto afirmam que os projetos da em andamento, voltados para a América Latina e a África, estão sendo financiados por recursos arrecadados para eles em 2013 e 2014. 

Já a empresa de palestras de Lula está praticamente parada. Neste ano, ele não fez nenhuma conferência remunerada. Em 2011, depois de deixar a Presidência, Lula fez 31 palestras (21 delas no exterior). No ano seguinte, o ritmo diminuiu já que ele se tratava de um câncer. Em 2013, recuperado, Lula proferiu 20 palestras. Em 2014, dez. No ano passado, apenas três. Enquanto isso, a equipe de Dilma Rousseff está preparando uma campanha de financiamento coletivo (crowdfunding) para arcar com os custos das viagens dela pelo Brasil. 

A conta das viagens tinha sido repassada ao PT, mas estava salgada para o partido. Dilma viaja com pelo menos dez assessores, entre médico, jornalistas, fotógrafo e seguranças. Até agora, a legenda pagou apenas uma viagem dela, há duas semanas, para um encontro com intelectuais em Campinas. Ontem Dilma não compareceu ao lançamento de um livro sobre o impeachment em SP. Sua presença estava confirmada. (Mônica Bergamo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário