sábado, 4 de junho de 2016

Itabuna: Vigilância Sanitária interdita 20% dos poços artesianos analisados

O Departamento de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Itabuna informou nesta quinta-feira (2) que, do total de 130 poços artesianos analisados desde fevereiro deste ano, 20% tiveram qualidade reprovada a partir de análises realizadas no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), em Salvador. 

Os equipamentos foram interditados pelo órgão municipal e seus proprietários receberam prazo para fazer a limpeza e tratamento com cloro para tornar potável a água destinada ao consumidor. A coleta diária de amostras de água é uma das medidas do órgão na tentativa de evitar a proliferação de doenças causadas pelo consumo de água contaminada. 

De acordo com o coordenador da Vigilância Sanitária, Antônio Carlos Carvalho, é importante a contribuição de quem adquire água diretamente dos proprietários de poços artesianos e posteriormente repassa para a população. Carvalho explicou que os compradores devem exigir cópia do laudo do Lacen que ateste a qualidade da água fornecida. "Qualquer pessoa que adquire água de terceiros também deve ter acesso ao documento", reforçou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário