segunda-feira, 27 de junho de 2016

Jovem denuncia espancamento em banheiro de camarote do Forró do Sfrega, em Senhor do Bonfim

Um jovem foi espancado no camarote do Forró do Sfrega, em Senhor do Bonfim, no Centro Norte da Bahia, no último sábado (25), e foi embora da festa com algumas costelas fraturadas e vários hematomas pelo corpo. Segundo Fabyo Zanetthy, a agressão foi um ato homofóbico.

Tudo aconteceu durante o show da banda Aviões do Forró. Fabynho, como gosta de ser chamado, foi tirar uma foto com a cantora Solange Almeida e se perdeu dos amigos. Ele decidiu, então, ir em direção ao banheiro do camarote para procurar sua turma.
Nessa hora, a alegria junina acabou de forma brusca e deu lugar a momentos de terror nunca vividos antes. Quatro homens chegaram perto de Fabyo e o levaram para uma das cabines, dando início às agressões, com murros e pontapés. "'Vamos matar ele lá fora, ouvi eles dizendo", relembra.

Além da violência física, Fabynho sofreu com uma intensa violência psicológica. "Eles me ameaçaram, dizendo que se eu falasse para alguém eu morreria lá. Ainda mandaram eu sair da festa, porque gay tem que morrer, tem que apanhar".


De acordo com o jovem, seguranças da festa estavam próximos ao local e viram toda a cena, mas não fizeram nada para ajudar.

Fabynho afirma que teve três costelas fraturadas e chegou a tossir sangue. Ele voltou de viagem para Salvador e foi no hospital Aliança fazer exames. 

Fabyo utilizou as redes sociais para fazer um desabafo e falar sobre o caso. Muito abalado, o jovem afirma que quer justiça. "Não sou um monstro. Sou homossexual, sim, e sou ser humano", disse.

Procurada, a equipe do Forró do Sfrega disse que a agressão não foi registrada junto à Polícia Militar, aos seguranças que trabalham na festa, nem houve atendimento médico em nenhum dos postos de saúde da festa. Ainda assim, a organização afirmou que vai apurar o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário