terça-feira, 7 de junho de 2016

Presídio de Itabuna se recusa a receber novos detentos devido à estiagem

A estiagem que há cerca de cinco meses afeta o abastecimento de água do município de Itabuna, na região sul da Bahia, está prejudicando até o sistema prisional. Desde sexta-feira (3), o presídio da cidade se recusa a receber novos detentos por causa da falta de água na região. 

Segundo informações da direção do presídio, a unidade comporta 600 detentos, mas atualmente abriga 1336, que gastam juntos 100 mil litros de água por dia. O local está funcionando em sistema de racionamento e recebeu orientação da Superintendência de Gestão Prisional para não receber novos detentos, como explica o diretor do presídio, Capitão Adriano Jacome.“A orientação é para que a gente não receba mais internos até que essa falta de água perdure. A gente tem que ter no mínimo as condições básicas de funcionamento da unidade”, disse o diretor. 

Para solucionar o problema, a direção da unidade disse que está estudando a possibilidade de perfurar um poço artesiano no presídio. Enquanto a situação não é resolvida, os presos são mantidos na delegacia da cidade. O coordenador regional de Polícia Civil, André Aragão, contou que foi preciso montar uma escala especial para que os presos sejam mantidos na delegacia. “Vamos estabelecer uma escala, e os policiais civis vão trabalhar nas folgas para custodiar os detentos”, destacou ao G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário