quinta-feira, 9 de junho de 2016

Trote para Samu, PM e Bombeiros dará multa

Quem passar trote telefônico aos serviços estaduais de emergência, como o Samu 192, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Polícia Civil deverá ser penalizado com multa de meio salário mínimo a cada reincidência ou pena de advertência com prestação de serviços durante 24 horas para a instituição prejudicada. 

Projeto de indicação ao Governo do Estado nesse sentido, da autoria do presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Câmara (PSDB), foi aprovado na sessão do dia 27 de abril. 

O Samu 192-Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, que pode ser acionado pelo telefone 192, é um programa que funciona 24 horas por dia cuja finalidade é prestar socorro à população em casos de emergência. Em Salvador, o serviço recebe uma média de 40 mil chamadas mensais. 

Contudo, cerca de 12 mil, ou 30% dessas chamadas são trotes que atrapalham o trabalho dos 900 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas que atendem às demandas urgentes de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população, prejudicada pelas ligações indevidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário