segunda-feira, 18 de julho de 2016

Audiências complementares debatem Plano de Saneamento de Itabuna

Mais uma rodada de audiências públicas vai reunir a população de Itabuna, a partir das 8 horas desta terça-feira, no auditório do Centro de Integração Social (CISO), no bairro de Fátima, para debater os produtos gerados pela consultoria RK Engenharia para o Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB). As audiências complementares, abertas à participação de todos os cidadãos do município, estão sendo coordenadas pela Prefeitura de Itabuna, por meio da secretaria municipal de Planejamento e Tecnologia.

Na quarta-feira, dia 20, no mesmo horário, os debates estarão centrados no auditório do campus Jorge Amado, da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), no bairro de Ferradas. Já na quinta-feira, dia 21, as discussões com os técnicos da consultoria e da Seplantec acontecerão no Centro de Cultura Adonias Filho, centro. Com as três audiências públicas desta semana a Prefeitura de Itabuna atende à recomendação dos representantes do Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público estadual para que os documentos, como o Relatório Final, sejam novamente explicitados à sociedade e debatidos.

O secretário municipal de Planejamento e Tecnologia, Marcelo Andrade, disse que está tudo pronto para o inicio das audiências, inclusive com a mobilização da população, através de reportagens publicadas no site da Prefeitura, jornais, blogs e emissoras de rádio e carros de som. Ele destaca como essencial a participação das instituições da sociedade civil, associações profissionais e de moradores de bairro nas discussões sobre o Plano Municipal de Saneamento Básico.

“Vamos aproveitar mais essa oportunidade para aperfeiçoar o Plano, mesmo tendo a Prefeitura de Itabuna realizado mais de 20 de audiências públicas e seminários em todos os bairros da cidade, envolvendo representações institucionais como Associação Comercial e Empresarial de Itabuna (ACI), Grupo de Ação Comunitária (GAC), associações de moradores e sindicatos. “É fundamental que as pessoas interajam com os técnicos da consultoria e da Seplantec, já que informação é parte da cidadania”, explicou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário