segunda-feira, 18 de julho de 2016

Bandidos matam PM em emboscada em Cajazeiras

Um PM foi morto quando estava com a família observando a Parada Gay de Cajazeiras na noite deste domingo (16). A vítima, de acordo com parentes, é o soldado Éder Eduardo Cardoso, do Grupamento Gêmeos. O marginal estava em uma moto vermelha com um comparsa. Ele baleou o militar e ainda atirou contra os enteados da vítima. 

Éder era morador de Cajazeiras X e chegou a ser socorrido para o Hospital Prohope, o antigo Jaar Andrade, mas não resistiu. De acordo com testemunhas em contato com o Informe Baiano, o assassino morreu no local. Já o comparsa, ficou ferido. Colegas de farda estão em frente ao hospital. Os suspeitos são moradores da localidade conhecida como Curva do Boi.
Delegado Nelis Araújo se manifesta na rede social,



“VÁ EM PAZ GUERREIRO!
Eu quero deixar um legado, de quem deu a vida e teve a honra de um soldado, história de conquista e trabalho suado.
É triste dizer isso, porém, tem que existir gente em cima pros de baixo querer subir também. Objetivo claro é o que há! E só cabe a você escolher onde quer ficar.

Foco na missão, não falo em tamanho, falo em dimensão. Conseguir com determinação.

Eu não vou apagar minha história igual muitos fizeram, não vou me dar por vencido igual muitos se deram. Não é questão de ser convencido, é que se não fosse pra ser assim preferia nem ter nascido.

Não adianta olhar para o céu com muita fé e pouca luta!

E foi assim, que o Sd Éder Eduardo Cardoso Oliveira, lotado na Op. Gêmeos, baleado em Caj. X, socorrido até Hospital, conseguiu alvejar os dois elementos na moto, neutralizando o garupa e atingindo o piloto no braço, esse último está foragido”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário