segunda-feira, 18 de julho de 2016

Com dívida trabalhista em quase R$ 800 mil, justiça bloqueia contas de Tomate

O cantor baiano Tomate deverá ter as contas bloqueadas por causa de uma dívida trabalhista de R$ 781.178,19 com um ex-produtor. A juíza Marylúcia Leonesy da Silveira, da 28ª Vara do Trabalho de Salvador, determinou bloqueio online das contas e ativos financeiros da empresa de eventos e produções do baiano. 

O valor da dívida foi apurado em maio de 2013 pelo contador judicial e é requerido pelo ex-produtor de Tomate Wilton Inácio Diniz. Ele alega ter trabalhado sem carteira assinada para o cantor entre 15 de agosto de 2004 e 9 de setembro de 2011. Além disso, Wilton afirma ter sido dispensado quando estava hospitalizado, com abscesso do músculo psoas.A Justiça entendeu que houve o vínculo empregatício e isso gerou FGTS, 40%, seguro desemprego, férias e INSS. Os valores foram calculados em cima de um salário de R$ 6 mil mensais. Se não for encontrado dinheiro suficiente nas contas do cantor, os bens pessoais do artista poderão ser penhorados, até que se alcance o valor da dívida.A Justiça entendeu que houve o vínculo empregatício e isso gerou FGTS, 40%, seguro desemprego, férias e INSS. 

Os valores foram calculados em cima de um salário de R$ 6 mil mensais. Se não for encontrado dinheiro suficiente nas contas do cantor, os bens pessoais do artista poderão ser penhorados, até que se alcance o valor da dívida. A sentença foi dada nos autos da reclamação trabalhista de número 0000197-85. 2012.5.05.0028. A reportagem do Portal A TARDE entrou em contato com a assessoria de Tomate, que ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário