quinta-feira, 7 de julho de 2016

Com meningite, jovem de Presidente Tancredo Neves continua internada em Salvador

Internada em Salvador com meningite, a agricultora Vanessa da Cruz Sousa, 19 anos, teve contato com uma das duas vítimas fatais da doença, na cidade de Presidente Tancredo Neves. No município, localizado no Sul do estado, uma suspeita de surto de meningite C fez com que o prefeito decretasse, na terça-feira (5), a suspensão, por uma semana, das aulas em todas as escolas municipais. Entre os dias 29 de junho e 1º de julho, foram registrados três casos da doença – com duas mortes. 

O contato de Vanessa com uma das vítimas aconteceu na festa de São João da cidade. “Era uma festa aberta, na praça. No dia da festa, ficamos a uma distância de três, quatro metros dela (a outra vítima)”, conta Silvanei. No início da noite de sexta-feira (1), Vanessa começou a apresentar os primeiros sintomas – dor de cabeça e febre. Ela já estava em Salvador desde a quinta-feira, com Silvanei, devido a compromissos pessoais. Assim, na manhã de sábado, foram para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pernambués.  Inicialmente, os médicos acharam que ela tinha alguma doença viral – como dengue ou zika. “Tinha aparecido umas manchas pequenas na pele dela. 

Eles deram remédios para controlar a febre e a dor, mas, depois da medicação, percebi que as manchas aumentaram”, lembra o namorado. Também passou a ter outros sintomas, como vômito, dores nas pernas e até desmaio. Fizeram, então, novos exames. Foi aí que identificaram a meningite. Vanessa foi isolada e, depois, encaminhada ao Hospital Couto Maia. Por enquanto, não há previsão de alta. Mas, segundo a Vigilância Epidemiológica do estado, ela responde bem ao tratamento. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário