quinta-feira, 21 de julho de 2016

Defesa Civil de Itabuna recebe mais recursos para carros pipa


A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Itabuna conseguiu hoje a liberação pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência Estadual de Proteção e Defesa Civil (Sudec), de verba no valor de R$ 398.568,00 referente ao último repasse da terceira parcela dos recursos da operação de carros pipa para abastecimento de emergência da população. No dia 18 de junho, a Sudec repassou R$ 1,5 milhão, agora completado, para o custeio da operação de fornecimento emergencial de água potável devido ao longo período de seca.  

O coordenador da Defesa Civil, Roberto Avelino, disse que os recursos financeiros agora liberados são suficientes para garantir o pagamento de 42 carros pipa para transporte de água das estações da Embasa em São José, Ubaitaba e Travessão para Itabuna.  Segundo explicou, até agora a Prefeitura já empregou R$ 4,5 milhões na operação carro pipa que fornece água diariamente para abastecer os reservatórios de cinco e dez mil litros colocados em pontos estratégicos da cidade com água doce, além de hospitais, escolas e creches.
Nos meses de março e maio, a Secretaria Nacional de Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional, liberou duas parcelas totalizando R$ 3 milhões, enquanto o Governo do Estado, através da Superintendência de Proteção e Defesa Civil liberou em junho outra no valor de R$ 1,5 milhão. “São esses recursos que têm permitido à Prefeitura de Itabuna abastecer a população com água proveniente de outros municípios e do poço artesiano do Serrado, com 120 metros de profundidade, aberto pela Companhia de Engenharia Rural da Bahia (CERB), com vazão de 17,5 mil litros d’água por hora”, sublinhou.

Os recursos foram garantidos junto ao Ministério da Integração Nacional pelo prefeito Claudevane Leite que foi recebido no final do mês de junho pelo ministro Helder Barbalho, em Brasília, quando fez o pedido e apresentou um relato da dramática situação de estiagem na região sul do Estado, a maior em mais de 50 anos, como atestam estudos conduzidos por cientistas e pesquisadores de instituições de ensino superior e de pesquisas como UESC, UFSB e UFBA e Ceplac, respectivamente.

Vane também conseguiu apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS) e de sua vinculada a Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia (CERB).

Nenhum comentário:

Postar um comentário