quinta-feira, 7 de julho de 2016

“É esse ai mesmo”, disseram criminosos que atiraram em vítima no Pedro Jerônimo

A noite de ontem (06) foi marcada pela violência em Itabuna. Não houve registro de assassinatos, mas em compensação o movimento no Hospital de Base foi intenso. Um foi apedrejado, outro foi espancado e outros tantos foram baleados.

Um dos casos que mais chamou a atenção foi o de William Oliveira Lima, de 28 anos, que sofreu um atentado, por volta das 22 horas, na Avenida Pedro Jorge, bairro Pedro Jerônimo. Segundo o rapaz, ele foi surpreendido por três homens em um carro Uno prata. Um deles desceu do veículo e, após uma breve conversa, cujo teor não foi relatado pela vítima, disse para os demais comparsas: “É esse mesmo”.

A partir daí, o que se ouviu foi uma sequência de tiros. Willian relatou que foram oito disparos ao todo. Mas, ele conseguiu correr e entrar num beco, sendo atingido apenas no braço.

Em entrevista ao repórter Lio Lima, da Rádio Jornal de Itabuna, Willian garantiu que nunca foi preso e não tem envolvimento com o crime. Disse que trabalha como pintor, é casado e tem dois filhos. O rapaz já está em casa e passa bem. A motivação da tentativa de homicídio será investigada.

Ouça depoimento da vítima 

Nenhum comentário:

Postar um comentário