quarta-feira, 20 de julho de 2016

Justiça suspende abate de jegues em frigoríficos no interior da Bahia

O promotor de Justiça Pablo Antônio Cordeiro de Almeida recomendou na segunda (18), sob pena de responsabilização civil, administrativa e criminal, que os frigoríficos Piemonte da Chapada e Regional da Chapada Norte não realizem novos abates de jegues, equídeos, mulas, jumentos e quaisquer outros animais do gênero (veja aqui). 

O promotor deliberou que os frigoríficos localizados no povoado de Bagres, em Miguel Calmon, têm 48 horas a partir do recebimento da recomendação, para comprovar o encaminhamento dos animais para locais apropriados, “com disponibilização de água, alimento, tratamento e abrigo adequados”. 

Tal fato deve ser comprovado por meio de laudo técnico elaborado por profissional habilitado e remetido à Promotoria de Justiça. Almeida recomendou, ainda, que os frigoríficos apresentem as guias de trânsito dos animais e os exames sanitários dos animais custodiados nas dependências do frigorífico ou do fazendeiro fornecedor, além da comprovação da habilitação dos funcionários que eram responsáveis pelo manejo dos animais. Os representados têm um prazo de dez dias para apresentar esses documentos. *Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário