quarta-feira, 6 de julho de 2016

Novo golpe no Facebook faz 10 mil baixarem vírus em dois dias

Um vírus que se espalha pelo Facebook infectou mais de 10 mil pessoas dois dias depois de ter sido lançado, no final de junho. Segundo o Kaspersky Antivirus, a maior parte das pessoas infectadas está no Brasil e outros países da América Latina.

O ataque de phishing se propaga por notificações de marcações em comentários e menções de amigos na rede, instalando versões infectadas do Chrome no Windows. Além disso, são instaladas extensões que bloqueiam conexão com sites de segurança.
São dois estágios. O primeiro deles começa quando o usuário clica na notificação - o arquivo malicioso encerrava o navegador, instalando a versão contaminada que abria uma página que imita o login do Facebook. Quando a vítima preenchia o login, os dados eram roubados.

Após o login, a sessão era controlada em background e um novo arquivo baixado mudava as configurações de privacidade da rede social, extraindo dados e manipulando a conta. A partir daí, o perfil também passava a disseminar o malware. 

Os dados da Karspersky mostram que o Brasil, com 37% dos registros, é o país mais afetado pelo ataque. Em seguida aparecem Polônia, Peru, Colômbia e México. A origem do problema foi localizada em Israel.


A recomendação para os usuários que foram vítimas do ataque é checar a lista de extensões do Chrome e apagar as que não conhece ou se recorda. Este golpe em questão instala um plugin chamado thnudoaitawxjvuGB.

Veja algumas dicas para manter seu Facebook livre de perigos:

1) Remova aplicativos maliciosos

Acesse sua conta do Facebook, clique na engrenagem do canto direito da tela e escolha a opção "Configurações de Privacidade". Verifique seus aplicativos instalados e se perceber algum estranho delete - mesmo que você o tenha instalado, se já não lembra mais, não deve fazer falta. Clique no "x" do lado direito caso decida remover algum.

2) Remova extensões e plugins do navegador

Outra forma de ser infectado por vírus no Facebook é por meio de extensões e plugins no navegador. Verifique se existe alguma extensão que você não conhece e a desative.

3) Configure suas opções de segurança

No Facebook, é possível configurar sua conta para que ela fique ainda mais segura, com senhas extras, notificações no celular e email ao alguém acessar sua conta e outros. Abra as configurações de privacidade e, em seguida, clique em “Segurança”. Veja os recursos disponíveis e escolha os que quiser, como "Navegação Segura", que permite habilitar links https sempre que possível, e "Sessões ativas", que permitem ver onde mais sua conta está aberta. Clique em editar das opções que deseja e siga as instruções.

Nenhum comentário:

Postar um comentário