segunda-feira, 25 de julho de 2016

Travesti é assassinada a pauladas no Oeste da Bahia

Uma travesti foi encontrada morta da cidade de Luís Eduardo Magalhães, na região Oeste da Bahia. Segundo informações da delegacia da Polícia Civil do município, o corpo de Sabrina Souza, de 32 anos, como era conhecida a vítima, foi encontrado na manhã de domingo (24), na Rua José de Alencar, um local afastado do centro da cidade.Esse é o 21º caso de morte de pessoas LGBT na Bahia somente esse ano.

De acordo com o delegado titular de Luís Eduardo Magalhães, Leonardo Almeida Mendes, tudo leva a crer que Sabrina foi morta a pauladas. “A vítima não apresentava nenhum ferimentos por arma de fogo ou arma branca [facas], e ela ainda tinha um ferimento profundo na cabeça característico de pancada”, afirmou o delegado.

Ainda segundo Mendes, Sabrina morava na cidade de Barreiras e uma vez por semana viajava para Luís Eduardo Magalhães para fazer programas. “Em uma dessas idas e vindas ela acabou sendo assassinada”, frisou o delegado.

No momento, a polícia está seguindo diferentes linhas de investigação. “Ainda não sabemos ao certo as motivações do homicídio. Pode ter sido um crime de homofobia ou mesmo alguma briga com outra travesti”, afirmou o delegado. Segundo a polícia, no ano passado, Sabrina teve um desentendimento com outra travesti.

Ainda de acordo com a delegacia, algumas pessoas já foram ouvidas, porém, não há ainda suspeitos. “Estamos trabalhando com todo empenho para solucionar o caso”, completou o delegado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário