segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Advogados ligados a Lula divergem sobre denúncia contra Moro à ONU

A decisão do ex-presidente Lula, de denunciar o juiz Sergio Moro à ONU, não foi unânime entre os advogados ligados a ele. Dentre as opiniões dos juristas, uns acreditam que a medida é inútil e arriscada e vista como um tiro no pé, por provocar o corporativismo dos magistrados, o que pode levar a posicionamentos contrários ao petista de integrantes do Judiciário. Um dos advogados ouvidos pela colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, classificou a atitude como uma "maluquice".

Contudo, os defensores da atitude afirmam que esta era a única alternativa do ex-presidente, uma vez que a Constituição não estaria sendo cumprida durante as investigações e que "o mundo" precisa saber disso. A medida teria repercutido em 48 países, segundo levantamento de advogados de Lula. No Brasil, a repercussão entre os magistrados não foi das melhores. Associações de juízes criticaram o ex-presidente e, apenas um dia depois da iniciativa, um juiz do DF transformou o petista em réu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário