segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Gêmeas suspeitas de dopar 12 homens e matar 1 são presas

As gêmeas Maíse e Michele Santos de Araújo, de 23 anos, suspeitas de dopar ao menos 12 homens e de ter matado um deles asfixiado para roubar as vítimas foram presas, informou a Polícia Civil. As duas foram apresentadas na manhã desta segunda-feira (15), no auditório do edifício-sede do órgão, na Praça da Piedade.

A Polícia Civil informou que as suspeitas foram presas no bairro Jardim Nova Esperança, na noite da última sexta-feira (12). Segundo a delegada Francineide Moura, titular da 28ª DT, as irmãs disseram que estavam a caminho de uma festa e uma delas já estava com aparência bem diferente da que foi divulgada.

As irmãs ofereciam suco de maracujá com a droga conhecida como "boa noite cinderela" às vítimas. Um dos homens contou ter sido dopado e roubado por uma das mulheres, que ele havia conhecido por meio de uma rede social. As duas são suspeitas de aplicar golpes em pelo menos 12 homens, conforme a Polícia Civil. Em um dos casos, a vítima chegou a ser esfaqueada pela dupla.

Já em outro caso, a vítima foi dopada com um suco de umbu e, enquanto dormia, as irmãs roubaram um notebook, aparelho celular, dinheiro e até roupa de cama. Em seguida, as gêmeas teriam fugido deixando o homem trancado dentro do apartamento.

Depois que uma das vítimas denunciou o golpe sofrido, outros quatro novos casos chegaram ao conhecimento da Polícia Civil. A polícia já tinha imagens das irmãs, o que ajudou a prender as suspeitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário