terça-feira, 16 de agosto de 2016

Ilhéus registra segundo caso de baleia morta em dois dias

Na manhã dessa segunda-feira (15), a pesquisadora Ceci Seminara, do Grupo de Pesquisa em Mamíferos Aquáticos de Ilhéus (GPMAI-UESC), encontrou uma baleia morta na praia em frente ao Parque de Olivença, no litoral sul ilheense. Esse é o segundo caso registrado no município em dois dias. No último sábado (13), surfistas encontraram outra carcaça na praia do norte. Como o corpo está na água, Ceci nos explicou que não é possível visualizar se há marcas de rede, a exemplo da carcaça encontrada no litoral norte. No entanto, já identificou sinais de mordidas de tubarão. Perguntamos se o registro de dois casos em pouco tempo pode ser interpretado como indício de algum desequilíbrio ecológico. “Não tenho como assegurar o motivo da morte. 

Especialistas dizem que a população está aumentando e, com isso, o esforço de pesca também. A interação é inevitável”. Entretanto, ainda é necessário obter “dados de monitoramento de pesca para saber quais os fatores que mais influenciaram na mortalidade”. Segundo Seminara, também não é possível desconsiderar o fenômeno El Niño, que exerce influência sobre a região “desde o ano passado”. Ele “promove mudanças climáticas que atingem as áreas de alimentação das baleias, diminuindo a quantidade e a qualidade de krill (base da sua alimentação). Isso prejudica a preparação do metabolismo para migração e faz com que cheguem mais fracas na área de reprodução”. Na matéria de sábado informamos que a prefeitura é obrigada a recolher ou enterrar a carcaça no local, conforme resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA). (Blog do Gusmão)

Nenhum comentário:

Postar um comentário