segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Jovem é morta em praia após não saber dar informação

Uma adolescente de 15 anos foi morta a tiros quando estava ao lado do namorado em uma praia do município de Mucuri, localizado no extremo sul da Bahia. De acordo com informações da Polícia Civil, o crime foi cometido por dois homens que chegaram armados ao local.

Conforme a investigação, antes dos disparos os suspeitos perguntaram à Ana Vitória Teixeira Rocha e ao namorado onde ficava um local de venda de drogas e os dois não souberam responder.

A polícia ainda não sabe, no entanto, se esse foi o motivo do crime. Conforme o delegado Maderson Souza Dias, o caos ocorreu na noite de sexta-feira (12), mas, até a manhã desta segunda (15), nenhum suspeito havia sido preso.

"Um menor chamou ela e o namorado para irem à praia usar drogas e eles aceitaram. Quando chegaram ao local, se juntaram a outras seis pessoas que já estavam lá. Em seguida, chegaram dois homens e perguntaram ao casal onde vendia chá [termo utilizado em referência a mistura de maconha com crack]. Ela e o namorado não souberam responder. Foi então que a dupla atirou neles e ela morreu", disse o delegado.

Conforme a polícia, a adolescente, que era da cidade de Teixeira de Freitas, também no sul do estado, foi atingida na cabeça e morreu no local. O namorado, que não teve identidade divulgada, foi atingido por um tiro de raspão também na cabeça e sobreviveu.

Após os disparos, os suspeitos fugiram. Segundo a polícia, nenhum pertence das vítimas foi levado pelos criminosos. O namorado da adolescente foi encaminhado para um hospital da região após o crime. O estado de saúde dele não foi informado.

A polícia investiga se o motivo do ataque foi unicamente o fato do casal não saber informar o local de venda de drogas. "O namorado da vítima é suspeito de envolvimento com tráfico de drogas, mas a gente ainda não sabe o motivo do ataque. A mãe da menina já foi ouvida e disse que ela não tinha envolvimento com drogas, que era uma pessoa tranquila, mas que acabou se apaixonando pelo namorado", disse o delegado.

Ainda conforme o delegado Maderson Souza Dias, algumas pessoas que estavam no local do momento do crime foram intimadas para prestar depoimento e ajudar a polícia a esclarecer o crime. "O menor que convidou os dois para a praia foi ouvido, mas disse que não sabia de nada, omitiu. Ainda estamos investigado. Ainda não temos informações sobre os atiradores, sobre a autoria", destacou. g1

Nenhum comentário:

Postar um comentário