segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Atualizada: Justiça afasta diretoria da Emasa

emasa-1
O juiz Eros Cavalcante Pereira determinou o afastamento da diretoria da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa). Os afastados são: Ricardo Campos, presidente da empresa; Geraldo Dantas, diretor administrativo; e Davi Pires, diretor financeiro.

O afastamento foi realizado após do Ministério Público, que realizou nova operação na Emasa nesta segunda-feira (15). Além do MP, participaram da operação policiais civis de Itabuna e o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO). A ação teve como objetivo a apreensão de documentos. O material foi apresentado no Ministério Público.

A operação é uma continuidade daquela que ocorreu no mês de junho, quando foram cumpridos os mandados de prisão de José Antônio dos Santos, diretor de Planejamento, e Pedro Barreto, chefe de manutenção. Os dois são investigados por desvio de dinheiro e utilização do maquinário da empresa em benefício próprio. Hoje, José e Pedro voltaram a prestar depoimento no MP, pois teriam surgido indícios de irregularidades. Segundo o promotor Luciano, a nova suspeita é ligada a irregularidade de contratação de funcionários fantasmas e pagamento destes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário