terça-feira, 16 de agosto de 2016

Morre no Rio a atriz Elke Maravilha

Elke Maravilha (Foto: Paulo Guilherme/G1)
Morreu no Rio de Janeiro, no início da madrugada desta terça-feira (15), a atriz Elke Maravilha. Ela estava internada na Casa de Saúde Pinheiro Machado, em Laranjeiras, na Zona Sul, desde o dia 20 de junho.

De acordo com seu irmão, Frederico, Elke, de 71 anos, foi operada de uma úlcera e ficou em coma induzido. A atriz morreu por volta de 1h. A família ainda não definiu data e local do sepultamento.

Antes de ser internada Elke vinha se apresentando pelo país com o espetáculo "Elke canta e conta", onde falava de passagens de sua vida desde a infância na Rússia,  os casamentos, a vida como modelo e apresentadora.
Elke Canta e Conta, com Elke Maravilha (Foto: Estúdio Mandala / Divulgação)
Nascida na Rússia, Elke veio ao Brasil ainda criança. Passou seis dias presa durante o regime militar por desacato após rasgar um cartaz de procurado com a foto do filho da estilista Zuzu Angel, para quem desfilava.

Foi modelo, secretária, bibliotecária, bancária, atriz, professora, tradutora. Casou-se várias vezes, já disse ter feito aborto, foi rainha de associação de prostitutas no Rio, estrela do cinema e viveu a vida intensamente.

Em seu perfil no Facebook, foi postada a seguinte mensagem pelo administrador da página: "Avisamos que nossa Elke já não esta por aqui, conosco. Como ela mesma dizia, foi brincar de outra coisa. Que todos os deuses, que ela tanto amava, estejam com ela nessa viagem. 'Eros anikate mahan' (O amor é invencível nas batalhas). Crianças: conviver é o grande barato da vida,aproveitem e convivam'".

Nenhum comentário:

Postar um comentário