sábado, 27 de agosto de 2016

Morte de MC Daleste teria relação com ex-garota de programa e traficante enciumado

A morte do funkeiro Daniel Pedreira Pelegrine, o MC Daleste, em 2013, teria sido motivada pelo relacionamento amoroso dele com uma ex-garota de programa, que deixou a prostituição para casar com um traficante de drogas. As informações, segundo o G1, estão em gravações entregues para o promotor Ricardo José Gasques Silvares, que concordou com pedido de reabertura das investigações. Em dezembro do ano passado, o caso foi concluído, sem solução. Daleste foi morto durante um show em Campinas.
As gravações foram encaminhadas pela advogada Patrícia Vega, também responsável pelo pedido de reabertura do caso. Depois disso, no entanto, ela abandonou o caso, sem explicar porque. O material já foi encaminhado à Justiça.

De acordo com a reportagem, são 15 gravações que explicam a motivação do crime, quem foi o mandante e quanto custou a execução. Os áudios foram feitos por um produtor musical ligado ao funkeiro, que estava com ele na noite do assassinato. 

O músico teria relações com a garota de programa sempre que fazia shows na região de Campinas. Um traficante se apaixonou pela garota, a tirou das ruas e os dois passaram a namorar. Daleste, mesmo assim, continuou a se comunicar com ela, não se sabe se apenas pelo telefone.

Irritado ao descobrir os contatos, o traficante contratou alguém para matar Daleste. A polícia já teria recebido essas informações, mas não conseguiu provas na época do crime. 

O traficante implicado no caso já teria sido preso por outro crime e estaria na cadeia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário