sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Ouro no boxe, Robson Conceição é recebido com festa e mocotó em Salvador

Dezenas de amigos, parentes e admiradores do lutador Robson Conceição receberam na quinta-feira (18) o atleta na volta a sua terra natal, Salvador, com uma medalha de ouro inédita na bagagem, conquistada na categoria ligeiro do boxe na Rio 2016.

Após a conquista na última terça-feira (16), o boxeador cumpriu agenda de entrevistas no Rio de Janeiro e finalmente pode voltar para casa para abraçar a torcida baiana. No desembarque do Aeroporto Internacional de Salvador, o medalhista foi ovacionado com gritos, aplausos e muita emoção.

“Agradeço a todo mundo que torceu por mim e pelo apoio da minha família. Agora eu trouxe o ouro, que é do Brasil, da Bahia e de São Caetano [bairro onde mora]”, comemorou o campeão, levado nos braços dos amigos.

O treinador do campeão olímpico, Luiz Dorea, se emocionou ao falar do orgulho que sente de Robson e destacar que o título não é apenas do atleta e de sua equipe, mas “de toda a Bahia “.

“Estou muito emocionado por mais uma grande conquista para o boxe na Bahia, mas não estou surpreso, porque ele foi preparado para o ouro. Estou muito agradecido a Deus, porque melhor momento não poderia ter, com uma olimpíada no Brasil, e essa medalha inédita, com um campeão olímpico”, disse o professor.

A esposa do atleta, Érica Matos, que acompanhou as lutas no Rio mas voltou antes a Salvador para preparar recepção ao marido, disse que Robson não é campeão apenas no ringue, mas em casa também.

“Ele é merecedor por toda a dedicação. Na luta final eu já sabia que ele seria campeão, porque ele me passou bastante confiança, porque ele disse que seria campeão e eu já esperava essa vitória. Quando levantaram o braço dele, eu comemorei com a nossa filha e minha sogra. Agora ele entrou para a história sendo o primeiro medalhista olímpico do país no boxe”, disse a companheira de Robson, que também é atleta do mesmo esporte.

Amor de avó e prato típico 

Minutos antes do desembarque, a avó do campeão chegou para se juntar aos familiares e amigos. Dona Neusa Donato, 63 anos, contou que não gosta de assistir às lutas por causa da preocupação com os golpes, mas não escondeu a ansiedade para ver o neto e dar “apenas um beijo e um abraço”.

“Abraço de vó, amor, carinho de vó. Estou feliz por ele ser um menino determinado, porque corre atrás do que quer. Ele é um ótimo filho, neto, marido e pai”, declarou orgulhosa a matriarca da família de Robson Conceição.

Na chegada de Robson, um tumulto entre fãs, familiares, amigos e imprensa se formou. Foi necessário um cordão de policiais militares, que acompanharam o atleta do desembarque até o carro do Corpo de Bombeiros em que o campeão desfilou pelas ruas de Salvador até a Governadoria do Estado.

No local, foi recebido e homenageado pelo governador Rui Costa, que aproveitou a oportunidade para anunciar a criação de um centro de treinamento de boxe, cujas obras estão previstas para o ano que vem. Após a cerimônia, Robson seguiu no comboio até o bairro Boa Vista de São Caetano, no subúrbio da cidade, onde cresceu e iniciou a carreira de pugilista.

No bairro, o atleta foi recebido pelos vizinhos e familiares, que prepararam uma festa de recepção. Cansado e faminto, Robson revelou estar ansioso para comer o mocotó [prato tradicional preparado com extremidades do boi], feito por uma tia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário