sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Prefeitura substitui mobiliário das escolas municipais de Itabuna

Após a reforma total e ampliação de 39 escolas e reforma simples nas instalações de outras 40 pelo Programa de Melhoria da Infraestrutura Educacional desenvolvido desde 2013, a Prefeitura de Itabuna iniciou neste mês a distribuição de mobiliário escolar em 53 unidades da rede municipal de ensino.  A Secretaria Municipal de Educação (SME) está investindo recursos próprios, do Programa Salário-Educação e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Ministério da Educação.

Em meados de junho, a Secretaria Municipal de Educação entregou os primeiros 50 jogos de cadeiras e mesas para as escolas municipais Castelo Branco, Novo Horizonte, Maria Raimunda Oliveira, Henrique Dias, Alberto Lessa e do Vila Anália para oferecer mais conforto a centenas de alunos e professores das escolas municipais dedicadas à educação infantil. No final de julho, outros 50 jogos de estantes, armários e arquivos de aço, mesas e cadeiras de professor foram entregues em escolas municipais também resultantes do investimento de cerca de R$ 430 mil do Programa Salário-Educação.

No início desse mês, já foram distribuídas 400 carteiras escolares tipo universitário, começando pela escola Lourival Oliveira Soares, em Ferradas.  Nesta sexta-feira mais 250 carteiras escolares serão entregues na Flávio Simões Costa, no Califórnia, enquanto na próxima semana mais 650 em outras unidades. “A substituição do mobiliário na rede municipal de ensino está sendo gradativo e vai ocorrer até o final do ano de acordo calendário estipulado”, disse o diretor de Planejamento da Secretaria Municipal de Educação, Noélio Porto.

Segundo ele, o mobiliário foi adquirido com recursos do Governo Federal, através do Programa Salário Educação, que é uma contribuição social das empresas em geral e das entidades públicas e privadas vinculadas ao Regime Geral da Previdência Social, destinada ao financiamento de programas, projetos e ações voltados para o financiamento da educação básica pública e que também pode ser aplicada na educação especial, desde que vinculada à educação básica. “Estamos atendendo às necessidades de unidades escolares com maior número de alunos, mas outras escolas municipais também serão beneficiadas com o programa”, acrescenta o coordenador do Departamento de Distribuição de Materiais da Secretaria de Educação, professor João Rodrigues dos Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário