sexta-feira, 26 de agosto de 2016

SP: Idosa tem perna enfaixada por cima da calça e do tênis

Depois de cair e machucar a perna esquerda, uma mulher de 70 anos teve o membro enfaixado por cima da calça e do tênis que vestia. O inusitado caso aconteceu em Bariri(SP) e repercutiu na cidade.

Em nota, a direção da Santa Casa informou que a conduta médica foi encaminhada ao Conselho de Ética Médica da Santa Casa de Bariri. O hospital ressaltou ainda que prestou todo o atendimento necessário à paciente.

Maria Ivone Rodrigues Leme conta que chegou a dormir com sapato e ficar sem tomar banho por dois dias, até que um novo atendimento médico fosse realizado na Santa Casa de Bariri (SP) para tirar a faixa e colocar gesso.

Segundo Maria Ivone, quatro exames de raio-x foram realizados para que a lesão na perna esquerda fosse identificada e tratada. “Já vai fazer um mês que estou atrás de médicos aqui em Bariri. Na terça-feira vi que precisava de atendimento e passaram de médico para médico, até que um deles falou que eu precisava engessar porque a perna estava quebrada mesmo. Eu fui de ambulância para a Santa Casa, então o médico enfaixou minha perna, mas ele enfaixou tudo. Eu estava de calça comprida por causa desse frio que está fazendo e ficou tudo ‘empelotado’. Foi calça comprida, foi meia e pegou até o tênis”, conta.

Uma dia depois do procedimento, Francisco Fernando Leme, filho de Maria Ivone, visitou e fotografou a mãe. As imagens foram publicadas nas redes sociais e o caso repercutiu até que um enfermeiro da cidade visitou a idosa. "Ele [o enfermeiro] falou que não poderia por a mão, a não ser um médico. Ele achou um absurdo, mas não pôde fazer nada", diz Fernando.

Na quinta-feira (25), a idosa retornou à Santa Casa, onde o procedimento foi realizado corretamente. "Eu fui no médico de novo e troquei o gesso. Falei para desta vez o doutor colocar o gesso bem colocado, porque antes estava feio e eu estava passando vergonha", lembra Maria Ivone, aos risos.

“A gente dá risada, mas é grave. Como ela iria tomar banho? Como dormir com sapato? Eu acho isso um pouco caso porque é uma falta de consideração com o ser humano", pontua Valdirene Rodrigues Leme, também filha da paciente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário