segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Tomate volta a “roubar” a cena e eleva em 7% a cesta básica em Itabuna

O tomate volta a ser o novo vilão da cesta básicaPor Waldenor Ferreira / Diário Bahia

Seja na salada, no tempero ou no molho, o tomate está sempre ali, como se fosse uma “carta” na manga das donas de casa. O alimento, que já não estava tão baratinho, agora se tornou o maior “vilão” da cesta básica em Itabuna, onde foi registrado um acréscimo de 7%.

Segundo um levantamento do Departamento de Economia da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), o tomate é o principal responsável pela alta da cesta, que na “balança” da economia passou R$ 329,58 em junho para R$ 355,05 no último mês.

Uma pesquisa feita em feiras livres e supermercados concluiu que o tomate ficou 25,15% mais caro em Itabuna e 19,09% em Ilhéus. O feijão, mesmo em segundo lugar, continua no ranking dos itens “salgados”. Em Itabuna, o produto subiu 22,96% no mês de julho.

Já em Ilhéus, o prato preferido dos brasileiros sofreu uma leve alta: 11,16%, o que deu uma “aliviada” no bolso dos ilheenses. Mas em compensação, em seu lugar, surgiu o arroz, cujo aumento de 15,85% assustou os consumidores que foram ao supermercado em julho. Pelo jeito, o casamento feijão-arroz continua “encalhado”.

Se por um lado, alguns produtos “engordaram” o preço da cesta básica, outros tiveram seus valores reduzidos. De acordo com a análise mensal realizada pela Uesc, outros itens que compõem a cesta básica ficaram mais baratos. Entre eles o litro de óleo – 6,17%; o quilo de carne – 2,93% e o quilo do açúcar – 1,03%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário