quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Universitária denuncia em rede social tentativa de estupro em campus UFBA

Uma estudante da Universidade Federal da Bahia (UFBA) denunciou através de uma rede social que sofreu uma tentativa de estupro, na manhã desta quarta-feira (24), no campus de São Lázaro, bairro da Federação, em Salvador.

O caso, segundo relato da estudante, ocorreu no fundo do pavilhão de aulas Raul Seixas. A jovem disse que estava com uma mochila grande, mas que o homem que a abordou não pediu nenhum pertence dela.

Na postagem, a jovem conta que o homem a seguiu até o campus da universidade sem fazer qualquer abordagem, mas quando ela passou por um pavilhão de aulas foi interceptada por ele. Um segurança da unidade de ensino se aproximou dos dois, mas o homem fingiu que conhecia a menina e saiu do local antes que ela pudesse explicar ao segurança o que estava acontecendo.

"Ele [o homem] então começou a andar perto de mim. Entrei [no campus], dei bom dia a segurança que estava sentada e ele começou a andar no mesmo passo que eu. Então eu retardei mais meu passo para deixar ele passar na minha frente. Perto da parede do fundo do pavilhão Raul Seixas, ele se abaixou e fingiu amarrar o tênis. Nessa eu comecei a andar mais rápido para passar logo ele e entrar no pavilhão. Entretanto, ele me empurrou na parede (nesse momento acho que meu pé virou pois meu tornozelo está doendo bastante), começou a apertar meu pescoço e meu rosto dizendo para eu não gritar", relatou a jovem na postagem.

A estudante escreveu ainda que não obedeceu o comando do homem e começou a gritar. Ele por sua vez, mandou que ela calasse a boca, a xingou e apertou o pescoço dela. "Ele ia me dar um murro na cara mas o segurança que me ouviu gritar veio na hora. O cara então me empurrou e o segurança perguntou o que estava acontecendo. Ele disse que eu era maluca e não aceitava o fim do nosso relacionamento e estava agredindo ele. Que ele era morador da comunidade e saiu andando, dizendo isso. O segurança me levou para dentro, me colocou sentada, avisou à central dele. Mas o cara fugiu", disse a estudante.

Por meio de nota, a UFBA informou que tomou conhecimento do atentado ocorrido contra a estudante e a ouvidoria da universidade já entrou em contato com ela, agendando uma reunião. A data não foi informada. Disse ainda que a coordenação de segurança tomou as providências cabíveis e também se coloca à disposição da estudante para orientá-la e apoiá-la nos procedimentos de registro da ocorrência.

A universidade também informou que investe recursos em pessoal e equipamentos de segurança, além de manter diálogo constante com as instituições de segurança do estado e a Polícia Federal.

Ainda na postagem a estudante informou que vai fazer um boletim de ocorrência sobre o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário