quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Vaqueiro diz ser pai dos bebês gêmeos que ele confessou ter matado

O vaqueiro Antônio Ribeiro Matos, de 26 anos, diz que é o verdadeiro pai dos gêmeos de 11 meses que ele confessou ter espancado até a morte, em São Miguel do Araguaia, no norte de Goiás. A declaração foi dada durante depoimento à Polícia Civil. Mãe dos bebês e ex-namorada do jovem, Taís Araújo de Oliveira Paula, de 23 anos, viu os filhos serem mortos e foi esfaqueada, mas sobreviveu.

“O outro é pai só de papel, que ela falou que o pai original sou eu, de sangue. Ela [a ex-namorada] já tinha separado dele faz tempo. A gente já tinha um caso há dois anos. Só que a família dela não me aceitava pela minha profissão”, afirmou o vaqueiro

\Para o delegado André Medeiros, responsável pelo caso, a informação não muda o rumo das investigações, pois as crianças foram registradas pelo ex-marido da mãe.

“Não vou pedir um exame de DNA porque legalmente as crianças foram registradas pelo ex-marido. Essa declaração não muda o crime, que é duplo homicídio e tentativa de homicídio”, declarou Medeiros.

O vaqueiro chorou durante o depoimento e disse ainda que não tinha intenção de matar as crianças e que seu alvo era apenas a ex. “Ele queria se livrar das crianças para atingir a mãe. Os gêmeos eram como um obstáculo para que ele chegasse até ela”, contou o delegado

Medeiros explicou que, durante uma perícia na casa, foi descoberto que o vaqueiro só não conseguiu matar a ex-namorada porque a faca que ele estava usando quebrou. A arma foi encontrada ainda no local do crime.

Taís sofreu cortes no rosto, pescoço e costas. Ela foi socorrida e recebeu alta médica no mesmo dia. Chorando, ela se lembra dos momentos de desespero que viveu ao ver os filhos sendo agredidos.

"Ele [Antônio] arrebentou a porta e um dos meus filhos estava perto. Aí ele pulou e eu corri para pegar meu filho que estava assustado. Ele já veio, percebeu que eu estava saindo, veio por trás. Aí puxou meus cabelos e passou a faca. Já foi pegando meu filho e o jogou no chão. Eu corri e fui acudir o David, que estava caído, e ele foi pegou o Lucas e o jogou também. Quando eu fui acudir eles, ele me deu a facada nas costas", contou, aos prantos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário