sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Atleta que brilhou na cerimônia da Paralimpíada amputou as pernas aos 19 anos

A Cerimônia de Abertura da Paralimpíada, realizada na quarta, foi repleta de momentos emocionantes, e um dos que mais marcaram foi a apresentação da atleta snowboard Amy Purdy, de 36 anos, que fez uma apresentação de dança. Usando duas próteses nas pernas, ela roubou a cena e foi comparada a Gisele Bündchen, que na Olimpíada desfilou pelo palco.

“Isso foi louco! Obrigada Brasil por ser tão quente e acolhedor! Que experiência dançar na frente de 70 mil pessoas no estádio”, comemorou ela.

Amy Purdy é americana e foi diagnosticada aos 19 anos com uma meningite bacteriana. Após sentir-se mal e procurar médicos, a ex-massagista precisou ser colocada em coma induzido. Seu coração chegou a bater 226 vezes por minuto. Ela conta que sentiu que tinha morrido, mas teve outra chance. Pouco tempo depois, teve uma necrose e precisou amputar os pés.

Amy ficou deprimida mas, dois meses e meio depois, decidiu voltar a praticar esportes e conheceu o snowboard. Dezessete anos depois, ela tem em casa dois ouros na Copa do Mundo Para-Snowboard e bronze nos Jogos Paralímpicos de Sóchi, na Rússia, em 2014. Ano passado, ela foi finalista no “Dancing with the stars”, a “Dança dos famosos” americana, superando outros participantes sem deficiência.

"Hoje sou mais forte do que nunca. Nós nem sempre sabemos por que coisas ruins acontecem, mas sempre temos uma escolha de como vamos viver nossas vidas. Eu me recusei a ser uma vítima, a sentir pena de mim e me abri para as possibilidades. Dezessete anos depois eu vivi a vida dos meus sonhos”, escreveu ela num post recente no Instagram.

Em 2015 ela se casou com Daniel Gale, com quem namorava há 14 anos. Juntos, eles fundaram a Adaption Action Sports, uma organização sem fins lucrativos que ajuda jovens e veteranos de guerra a superar suas deficiências físicas através de esportes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário