quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Augusto Castro fala em reconhecer a dívida com a Santa Casa

Uma dívida de aproximadamente R$28 milhões referente a serviços prestados e não pagos é foco de três ações judiciais movidas pela Santa Casa de Itabuna contra o Gestor do SUS. Segundo Augusto Castro, candidato a prefeito da cidade, a partir de janeiro a primeira coisa a ser feita é reconhecer esta dívida e escalonar o pagamento para que o valor seja restituído à instituição. A afirmação foi ouvida por funcionários e gestores da Santa Casa de Itabuna durante a quarta edição do Encontro pela Saúde, ocorrida na manhã desta quinta-feira (22).

Ainda segundo Augusto Castro, a saída para a crise na saúde em Itabuna está na ampliação da oferta de serviços, no aumento da produtividade e consequentemente do teto da Alta e da Média Complexidade. “Precisamos buscar recursos no Governo Federal, que o Estado retire uma parte do Orçamento para Itabuna e precisamos buscar emendas parlamentares inclusive para custeio de serviços já existentes”, registrou o candidato a prefeito.
Augusto demonstrou-se preocupado com a situação da instituição e afirmou que trabalhará para que o Governo Federal reconheça a importância dos Hospitais da Santa Casa. “Falta articulação política para garantir a oferta de novos serviços na modalidade contratualização. Nós vamos trabalhar para isso”, acrescentou.

Segundo o provedor da Santa Casa, Dr. Eric Ettinger Júnior, o novo prefeito de Itabuna tem um desafio grande que é auxiliar para que os Hospitais filantrópicos não fechem as portas. “O impacto social e econômico do fechamento de Hospitais da Santa Casa pode ser pensado como o colapso de Itabuna, já que serão 2 mil desempregados e uma perda de R$8 milhões por mês injetados no comércio e nos serviços da cidade”, registrou.

Marcaram presença no evento o candidato a vice-prefeito, Dr. João Otávio, além dos médicos Dr. Renato Costa, do ex-provedor, Dr. Almir Alexandrino e membros de provedoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário