segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Com golaços, Bahia vence Goiás e está de volta ao G4

Time completo, jogo na Fonte Nova, 20 mil vozes apoiando e valendo vaga no G4. Cenário perfeito para o Bahia brocar. E foi isso que o tricolor fez neste sábado (17) à noite. Com direito a gol olímpico de Juninho e outros de Renato Cajá, Hernane e Edigar Junio, o Esquadrão venceu o Goiás por 4x2, aproveitou os empates de Londrina, Ceará e CRB e subiu para a 4ª posição na Série B, com 39 pontos.

O clima estava tão inspirador que, antes da bola rolar, teve até pedido de casamento com resposta positiva. 

Juninho precisou de apenas dois minutos para fazer a alegria não apenas do casal, como dos outros milhares de torcedores no estádio. Em clima de Rio-2016, o volante brilhou  na cobrança de escanteio e marcou um gol olímpico, cheio de categoria e com a ajuda do goleiro Márcio, ex-Bahia.

Alegria para uns, tristeza para outros. O goleiro Márcio, do Goiás, já havia sofrido gol olímpico na antiga Fonte Nova em 2004, quando defendia o Bahia, em jogo que o Esquadrão perdeu para o Brasiliense por 3x2 e perdeu a chance de acesso à primeira divisão.

O “revival” de Márcio durou pouco. Aos 18 minutos, ele compensou a falha no gol sofrido. Após falta cometida dentro da área por Edigar Junio, o árbitro marcou pênalti, o goleiro esmeraldino cobrou e deixou tudo igual no placar. Antes do lance, o Bahia reclamou de pênalti não marcado em Hernane.

O gol fez o Bahia murchar. Abatido, o tricolor não reagiu e criou poucas jogadas de ataque, enquanto o Goiás se fechou e buscou chances no contra-ataque, sem sucesso.
Na volta do intervalo, Guto Ferreira tentou dar uma sacudida no time. Tirou Allano, vaiado no primeiro tempo após perder um gol de cara, e colocou Victor Rangel.

Deu certo. Aos 9 minutos, Hernane caiu na área e o árbitro marcou pênalti. O atacante cobrou, Márcio defendeu e, no rebate, o Brocador desperdiçou de novo. Não fez falta. Se não tem Hernane, tem Cajá. Aos 15, o meia chutou da entrada da área e colocou o Bahia na frente do placar.

Mas tinha espaço para o Brocador também. Aos 22, Hernane se redimiu e fez 3x1. Aos 32, Edigar Junio aproveitou o embalo e fez o quarto gol do Bahia após confusão na área. O Goiás ainda diminuiu com Léo Gamalho aos 37 minutos, mas só serviu para alimentar a famosa Lei do Ex.

Na próxima rodada o Bahia encara o CRB. O jogo será sábado (24), às 16h20, no estádio Rei Pelé, em Maceió.

Nenhum comentário:

Postar um comentário