sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Domingos Montagner é o segundo ator a morrer durante 'Velho Chico'

A morte do ator Domingos Montagner, de 54 anos, nesta quinta-feira (15), surpreendeu a equipe de "Velho Chico", da Globo. Esta é a segunda morte no elenco da novela, que estreou em março. Em abril, o ator Umberto Magnani morreu, aos 75 anos, vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), que sofreu quando se preparava para mais um dia de gravação.

Para dar prosseguimento na história das 21h da emissora, Carlos Vereza entrou e assumiu a função do religioso no papel do padre Benício.

A Globo ainda não se posicionou sobre o desfecho do personagem Santo, vivido por Domingos Montagner. O folhetim tem previsão para chegar ao fim no dia 30 de setembro. "A Lei do Amor" será a produção responsável por substituir "Velho Chico", dia 3 de outubro.

Montagner foi encontrado morto perto da usina de Xingó, preso nas pedras, a cerca de 30 metros de profundidade. Ele nadava no rio São Francisco, no município de Canindé do São Francisco, em Sergipe. O afogamento foi percebido pela atriz Camila Pitanga, que estava junto com o ator no local.

O ator deixa a mulher, a atriz e produtora Luciana Lima, e três filhos: Leo, 11 anos, Antônio, 7, e Dante, 4. Ele começou sua carreira artística trabalhando no teatro e em circos. Além de "Velho Chico", ele já atuou em seriados como "Força Tarefa", seu primeiro papel na Globo, e "Cordel Encantado", sua estreia em novelas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário