quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Homens são presos após roubarem baterias de torres de telefonia na BA

Três homens foram presos na manhã de terça-feira (13) acusados de envolvimento no furto a baterias estacionárias usadas em torres de telecomunicações das operadoras Oi, Claro, Vivo e Tim na Bahia. Segundo a polícia, existe um grupo especializado nesse tipo de crime, que agia principalmente em Salvador, porém com o cerco da polícia, eles começaram a agir em cidades do interior.
Evanilson Firmino dos Santos
Em Feira de Santana, foi preso por policiais da equipe Golf 02 com o apoio da Golf 05 lotados na DRFR, sob o comando do Delegado André Ribeiro, Cristóvão Firmino dos Santos, conhecido como ‘Cachorrão’, 38 anos. Ele é acusado de envolvimento no furto de baterias na cidade de Alagoinhas, além de outros crimes cometidos nos municípios de Serrinha, Nova Soure, Araci, Ribeira do Pombal, Salinas da Margarida e Itabuna.

Segundo a polícia, após conversa com Cristóvão ele informou que estava a espera de outro homem. Em seguida foi preso Evanilson Firmino dos Santos, 30 anos, morador de Salvador, que estaria vindo para Feira de Santana, onde junto com Cristóvão iriam para as proximidades de Santo Estevão para praticarem outro furto a estação de telecomunicações.

Ainda de acordo com a polícia, para efetuarem os furtos os indivíduos utilizavam-se do veículo Huanghai Plutus de cor branca, placa MWW 6376, com sinais de adulteração, e do veículo Celta de cor branca, placa policial JPZ 9074, ambos apreendidos na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR).
Em seguida os polícias deslocaram-se para Serrinha onde prenderam Luiz Alberto da Silva, 33 anos, morador de Serrinha. Com ele foram encontradas baterias estacionárias da marca Moura furtadas da estação de Nova Soure. Segundo a polícia, Luiz Alberto da Silva agia em parceria com Ricardo Lima França, que está foragido.
Ricardo Lima França está foragido e é apontado pela polícia como o líder da quadrilha
Em contato com a operadora Oi, a polícia foi informada que o prejuízo das empresas de telefonia chegou R$ 1200000,00 somente no mês de agosto na Bahia. O delegado André Ribeiro, informou que essa investigação já vinha sendo realizada pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) de Salvador.

“Esse final de semana houve um furto grande na região de Alagoinhas e o pessoal da Furtos e Roubos de Salvador entrou em contato com a gente, pois tiveram a informação que os elementos eram daqui de Feira. A gente começou a realizar essa investigação e cominou com a prisão. Os homens de Salvador são especializados nesse tipo de modalidade, pois são ex-funcionários de operadoras de telefonia. O furto desse material é perigoso, pois ele é tóxico e também tem a questão da voltagem. Eles já vêm praticando isso há muito tempo e agora começaram a recrutar pessoas para auxiliar nesse tipo de delito”, afirmou.
O delegado explicou que as baterias ficam nas torres das operadoras para auxiliar em caso de falta de energia elétrica, para que o serviço continue funcionando e a comunidade não fique sem o sinal. Segundo ele, esse é um material caro e as operadoras tiveram bastante prejuízo, chegando a mais de um milhão de reais. “Só nesse final de semana no furto na região de Alagoinhas foram 24 baterias roubadas”, informou.

Cristóvão Firmino dos Santos, que foi preso em Feira de Santana, foi autuado em flagrante e será levado para o presídio regional, além de responder ao inquérito da DRFR de Alagoinhas.

As informações são do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário