terça-feira, 6 de setembro de 2016

Mistério envolve morte de pescador no município de Santo Amaro

Os familiares de um pescador encontrado morto em um rio no município de Santo Amaro, localizado a 70 km de Salvador, buscam respostas. José de Jesus Brito, de 57 anos, desapareceu no Dia dos Pais e durante 12 dias os filhos procuraram por ele. Os filhos Diego, Tiago e Eder Santos Brito desconfiam que a morte não foi acidental.

Os filhos estavam reunidos com os demais familiares à espera de José para comemorar o Dia dos Pais. Mas no fim da manhã, um dos filhos recebeu a ligação do pai dizendo que não iria almoçar com eles, mas no dia seguinte, os filhos acharam estranho ele não entrar em contato.

Toda a história ainda cercada de muito mistério. Segundo a família, as últimas informações sobre seu José dão conta que ele passou o dia com amigos em um churrasco, em seguida foi visto no estádio da cidade. Depois, pegou uma carona e foi para casa encontrar a companheira Tâmara Paiva, por volta das 19h, disse que iria a uma seresta. Mas nunca mais voltou.

Foram doze dias de buscas em toda região e muita angústia entre os familiares. Um dos filhos procurou a Record Bahia e fez um apelo por informações sobre o paradeiro do pai, ao vivo, no programa Balanço Geral.

No dia seguinte, o corpo do homem apareceu boiando pelas águas do Rio Subae, que corta a cidade de Santo Amaro. Desceu vários metros pela correnteza até parar em um ponto e ser resgatado por um morador. R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário