sábado, 10 de setembro de 2016

Passageiros de ônibus assaltado convenceram o bandido a se entregar

Neivaldo Conceição Silva, 33 anos, apontado pela polícia como o homem que assaltou pessoas em um ônibus executivo na tarde desta sexta-feira (9), em Ondina, foi convencido por um passageiro a se entregar. O suspeito passou cerca de 20 minutos dentro do coletivo mantendo os reféns sob a mira de um revólver, mas terminou se entregando, por volta das 16h30.

Segundo a cobradora do ônibus, que pediu para não ser identificada, quando o coletivo parou na sinaleira das Gordinhas, em frente ao Isba, foi cercado por diversas viaturas. Nesse momento, o bandido tentou obrigar a cobradora a descer do veículo com ele, mas foi convencido por um dos passageiros a descer sozinho.

"Ele (bandido) estava muito agitado e quando percebeu que o ônibus estava cercado por viatura, ficou me chamando. Ele dizia: 'venha, cobradora. Venha, eu só vou descer com você', mas eu não fui. Um passageiro começou a conversar com ele, dizendo que ele estava cercado, que o melhor era se entregar e ele acabou fazendo o que o rapaz disse", contou a mulher.

O assaltante foi preso por policiais militares da 12ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Rio Vermelho) e levado para o Grupo Especial de Repressão a Roubo de Coletivos (GERRC), na Baixa do Fiscal. Essa não foi a primeira vez que ele foi preso. Segundo a assessoria da PM, Neivaldo tem outras três passagens policiais também por roubo a coletivos.

O assalto começou no final da Av. Manoel Dias da Silva e o bandido continuou recolhendo os pertences dos passageiros até o Rio Vermelho, quando uma viatura foi acionada por um dos passageiros. Segundo as testemunhas, um dos homens que estava sentado nos primeiros bancos do ônibus aproveitou uma distração do assaltante e colocou a mão para fora do coletivo.

"Ele esperou o bandido se afastar e abriu a janela. Quando viu uma viatura ele acenou com a mão. Os policiais perceberam vieram atrás", contou a cobradora.

A viatura começou a seguir o coletivo nas imediações do supermercado Bompreço, no Rio Vermelho, e seguiu até o cruzamento entre a Avenida Oceânica e a Rua Adhemar de Barros, em Ondina. "A viatura veio o tempo todo atrás do ônibus. Eu vi pelo retrovisor e também fiz um sinal. Eles esperaram a gente parar na sinaleira, no semáforo em frente as Gordinhas de Ondina, e cercaram o carro. Foram muitas viaturas", contou o motorista.

Os passageiros disseram que Neivaldo ficou nervoso quando percebeu que estava cercado. Foram mais de 20 minutos de tensão durante a negociação. No final, o assaltante deixou a arma e os pertences roubados no fundo do carro, caminhou até a porta e se entregou a polícia. Ninguém ficou ferido. Correio24h

Nenhum comentário:

Postar um comentário