segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Refém morta após pedir para trocar de lugar com sobrinho é enterrada

Foi enterrada na manhã deste domingo (4) a mulher morta após ser feita refém dentro da própria casa por um homem no bairro de Boa Vista de São Caetano, em Salvador. O sepultamento de Jaciara Muniz Silva Bispo, de 47 anos, ocorreu no cemitério do Campo Santo, localizado no bairro da Federação. Segundo informações do cemitério, o enterro foi por volta das 11h e teve a presença de parentes e amigos da vítima.

Após ter a casa invadida, Jaciara pediu ao criminoso que liberasse o sobrinho de 4 anos e que ficasse apenas com ela como única refém. A informação foi passada por uma parente da mulher que não quis se identificar. O suspeito também acabou sendo morto pela polícia logo depois.

"Estava chegando da igreja e ele estava vindo no sentido contrário ao nosso e acabou invadindo a nossa casa. Só que eu e meu irmão conseguimos fugir e ficar dentro do banheiro escondidos. E daí meu irmão ligou para a polícia porque ele [o bandido] tinha pego o meu primo, de apenas 4 anos. E daí ela [Jaciara ] negociou com ele para ele liberar a criança e ficar com ela no lugar dele. Ele [o criminoso] acabou aceitando e ficou com ela e soltou todas as pessoas que ele estava fazendo de reféns", relatou uma sobrinha de Jaciara.

Caso

O crime ocorreu na noite da última e sexta-feira (2). Jaciara estava acompanhada dos familiares, cerca de 16 pessoas, após sair de um culto evangélico. Os parentes se reuniram na casa da irmã dela, que fica a cerca de 30 metros da igreja.

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito entrou na residência, que fica na Rua da Alegria, após trocar tiros com integrantes de um grupo rival. Inicialmente, a polícia havia divulgado que o rapaz teria invadido um culto evangélico.

Policiais da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT-B) cercaram a casa. Segundo a PM, parte das pessoas que estavam sendo mantidas reféns conseguiu fugir por um cômodo da residência. Após a liberação da criança, Jaciara foi morta.

Depois dos disparos, os policiais invadiram a residência e mataram o suspeito, identificado como Diego Pereira Cardoso. G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário