sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Secretário diz que mudanças no trânsito de Itabuna não são ações isoladas

Aos vereadores de Itabuna, o secretário de Transporte e Trânsito, Valério Hafner, alegou que as mudanças no trânsito da cidade, como o fechamento da rotatória do São Caetano, estão baseadas em estudo de mobilidade urbana. Ele argumentou que a preocupação é com a segurança de motoristas e pedestres. “Não é ação isolada, fechar por fechar”, justificou.

Durante audiência na Câmara Municipal, o secretário itabunense explicou que a modificação no trânsito do São Caetano também inclui a pavimentação de uma via paralela à Rua Francisco Briglia, contudo a Settran teve que paralisar a obra por questões relacionadas a um terreno privado no local, “do contrário seria embargada”, relatou Hafner pedindo colaboração dos parlamentares.

Hafner ainda reconheceu que a interdição provoca estranheza e irritação, contudo representou o plano mais viável para a Settran que estudou, por exemplo, construir viadutos no local ou sobre a ponte. Questionado sobre a falta de aviso prévio à população do fechamento, respondeu que “se fosse anunciado antes, íamos perder meses debatendo. Poderiam ocorrer mortes”.

O titular da Settran salientou também que no decorrer do tempo e aumento do fluxo de carros, “a estrutura da ponte [do São Caetano] não vai resistir”. Acrescentou que será necessário mudar o semáforo. “Ponte não é para reter carro”, ressaltou. Por fim, a Settran comprometeu-se em enviar planilha para o Legislativo com os projetos de intervenções previstos para Itabuna.

FAVORECIMENTO

Valério Hafner tratou da denúncia sobre a doação de carros à Settran em troca de obras de trânsito nas imediações do Terminal Rodoviário para favorecer diretamente uma empresa de ônibus na cidade. Esclareceu que os veículos não foram doados, mas locados. “Antes disso [a denúncia], já havia determinado a devolução imediata, não quero uma agulha sequer”, retrucou. (Diário Bahia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário