segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Casal de idosos se recusa a deixar a casa que pode desabar a qualquer momento no Jorge Amado


Um casal de idosos vive dias difíceis e correm até risco de vida, desde que o temporal da última sexta-feira (08), em Itabuna, destruiu parte da casa deles. Os aposentados Valdelice Maria de Andrade, de 73 anos, e Fernando Bispo dos Santos, de 79, moram num imóvel simples, na rua Pitanga, no bairro Jorge Amado.  Há alguns dias, um pedaço do telhado da cozinha tinha desabado. Mesmo assim, eles continuaram vivendo no local.

A forte ventania e a chuva do final de semana provocaram o desabamento de quase todo o telhado do imóvel, além de ter abalado a estrutura do imóvel. No sábado (11), o coordenador da Defesa Civil, Roberto Avelino, homens do Corpo de Bombeiro e Polícia Militar estiveram na casa e, pacientemente, tentaram, em vão, fazer com que os idosos abandonassem a residência.
Dona Valdelice, mesmo que reticente, até que concordou, mas o marido dela permaneceu irredutível o tempo inteiro. Ao Verdinho Itabuna, Avelino explicou que tudo que conseguiram foi fazer com o casal dormissem na casa do neto, pelo menos, no sábado. Mas domingo, lá estava os dois de volta. O problema é que a casa pode desabar a qualquer momento. “Eles continuam sem deixar ninguém fazer nada. Já conversei com a assistente social, mas seu Fernando não quer sair de lá. Em contrapartida, estamos sem condições de fazer reforma da casa deles agora” explicou o coordenador da Defesa Civil. Por hora, o que a Assistência Social propôs foi um auxílio-aluguel no próprio bairro. Mesmo assim, seu Fernando não aceitou.
A casa de seu Fernando não foi a única atingida pela tempestade. Na rua Bromélia, parte da parede de um imóvel caiu sobre uma moradora. A mulher, que não teve o nome divulgado, sofreu ferimentos leves.


Nenhum comentário:

Postar um comentário