segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Cenas de selvageria em presídio de Pernambuco

O secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, reagiu às cenas de violência gravadas no Complexo de Presídios do Curado, Zona Oeste do Recife, e divulgadas em reportagem do Fantástico, no domingo (16). Vídeos mostram lutas de MMA no estilo UFC sendo promovidas nos pátios das unidades prisionais. O secretário garantiu que os responsáveis responderão pelas lutas por meio de processo administrativo disciplinar. "Qualquer tipo de violência no presídio é uma prática delituosa”, declarou.

As imagens são fortes. Uma imensa plateia formada por detentos acompanha e vibra com dois presos irem ao chão trocando socos e pontapés, no meio do pátio. A aposta corre solta: os presos que têm dinheiro patrocinam os lutadores.

Por perto, nenhum carcereiro ou autoridade do estado para encerrar a briga. “Isso é um exemplo do que não pode ser”, criticou o promotor de Justiça da Vara de Execuções Penais de Pernambuco, Marcellus Ugiette, defensor da desativação dos presídios que compõem o Complexo do Curado, vizinho de residências, escolas e comércio. O promotor falou da superlotação das unidades e culpou a falta de acesso à Justiça. “Temos mais de 50% dos presos ainda pendentes de julgamento”, revelou. O conjunto prisional abriga hoje cerca de 7 mil reeducandos, mas a capacidade é de menos de 2 mil.

O secretário Pedro Eurico, no entanto, descartou a possibilidade de remoção dos presídios. De acordo com o gestor, a intenção é reduzir a quantidade de presos no Curado construindo outras unidades. Ele informa que duas foram recentemente inauguradas: uma em Tacaimbó e outra em Santa Cruz do Capibaribe, municípios do Agreste de Pernambuco. Em 2018, deve ser entregue um novo presídio em Araçoiaba, na Região Metropolitana do Recife. (G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário